Fatplan

Fat

A grande dificuldade na história da Igreja, tem sido ser equilibrada no desempenho de suas funções, principalmente evangelização e ação social.
Grandes pregadores e evangelistas da história (Moody, Spurgeon, Whitefield, por exemplo) tiveram seus trabalhos descontinuados, por falta de consciência do equilíbrio entre evangelização e ação social.
Ora se está num pólo, ora no outro. Se a ênfase é ação social, esquece-se evangelismo e vice-versa.
Quando houver plena conciliação, será observado que essas duas funções da Igreja de Cristo, são partes de um mesmo conjunto, voltadas às necessidades integrais do ser humano.
Na Aliança da Assembléia de Deus do Planalto, há um termo de compromisso que é contribuir para ajuda aos pobres, tendo cuidado uns com outros e a propagar o Evangelho a todas as nações.
Evangelização mundial é voltado para fora (e talvez para dentro) e o outro, auxílio aos pobres, é voltado estritamente para dentro.
A ação social, tão necessária ao mundo de hoje, é menosprezada pelo capitalismo selvagem neste mundo de pós-moderno. Não deve haver desleixo por parte da Igreja tanto com a evangelização como com a ação social.
As dificuldades e vantagens para a Conciliação na Igreja da ação social e evangelismo, são analisadas, objetivando propostas práticas de como conciliá-las na Igreja hoje.

Deixe uma resposta